A Sony aposta nos Indies para suprir a falta de criatividade dos blockbusters

A Sony vem dando espaço aos desenvolvedores Indies e isso pode ajudar a evitar um novo crash dos consoles.


Os jogos Indies vem tomando seu lugar no mercado. Para alguns, é onde se encontra a criatividade nos games. Mas isso vêm ocorrendo pela escassez de bons títulos, já que a maioria dos blockbusters apenas utiliza do mesmo método de sucesso seguidamente, deixando o produto incompleto para vender Dlc’s. Seriam, então, os Indies, um “tampa buraco” especificamente no PlayStation?


Para o Trevor Stricker, chefe da Pixel Disc, é exatamente ao contrario. “O que a Sony faz é incrível”, disse o desenvolvedor de Jungle Rumble: Freedom, Happiness, and Bananas, que acredita que a estratégia dela faz bem para a indústria, quanto a si mesmo.

Trevor acredita que o investimento da Sony é bom para o meio dos vídeo games. “Se tudo se transformar em apenas lucro, tornando-o um software corporativo, podemos acabar tendo um grande crash, como em 82 com o Atari”.

Ele ainda acrescentou que a Sony não pode fazer as pessoas gostarem do Indie, mesmo não concordando com o título dado, mas ela construiu uma plataforma em que eles possam trabalhar  e mostrar seu produto ao grande publico.

“Sony fez uma plataforma, querendo que ela tenha coisas incríveis. As pessoas são atraídas para jogos convincentes, sejam eles feitos por duas pessoas soterradas em baixo da neve em Boston ou 200 dentro de um escritório cercado por palmeiras em Los Angeles" .

Se Stricker está certo, o futuro dirá, mas os games ditos Indies estão fazendo sucesso e conquistando sua faixa de mercado, principalmente dentro do PS Vita, onde deram uma sobrevida ao portátil na luta contra os mobiles após a própria Sony anunciar o ano passado que diminuiria o apoio para os portáteis.

Jungle Rumble: Freedom, Happiness, and Bananas já está disponível para PS Vita.

Fonte: Pushsquare
Pamella Scramin é jornalista e amante de tecnologia. Adora games, astronomia, cinema, super heróis, Android, futebol e series. É mais fácil encontrá-la no Twitter do que no Whatsapp.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook