Top 10

PS4 e Vita no Japão: 10 games que poderiam vir para o Ocidente

Você já viu um jogo na internet e descobriu que ele era exclusivo do Japão? Listamos 10 jogos de lá que poderiam vir para o Ocidente.

Infelizmente devidos a diversos motivos, como popularidade ou diferenças culturais, alguns jogos japoneses acabam não chegando para nós. Seja para PS4 ou para PSVita, para o qual existe uma grande variedade de JRPG, alguns conseguem chamar a atenção dos fãs, fazendo com que eles os aguardem para o Ocidente. Apesar disso a popularidade dos jogos dessa região começam ressurgir fazendo com que eles voltem com tudo ao cenário.

10 - A Certain Magical Virtual-on (PS4/PSVita)

Lançado em fevereiro deste ano pela Sega, A Certain Magical Virtual-On (PS4/PSVita) é um crossover do jogo Dennou Senki Virtual-On (Arcade) e a série, light novel, Toaru criada por Kamachi Kazuma. Contando com os carismáticos personagens do autor, o jogador poderá pilotar robôs gigantes e se digladiar contra os inimigos, tudo enquanto utiliza as habilidades únicas de cada um deles para incapacitar seus oponentes. Além de possuir diversos desafios que devem ser superados, ele também conta uma jogabilidade interessante e divertida. Mesmo já lançado, o jogo pode não chegar para estes lados, por ser um jogo de aniversário. Apesar disso, sempre há esperança para os fãs.

9 - Dead or Alive Xtreme 3 (PS4/PSVita)

Dead of Alive Xtreme 3 (PS4/PSVita) foi desenvolvido pelo Team Ninja e publicado pela Koei Tecmo, em março de 2016. O jogo é um spin-off da franquia principal e consiste em basicamente jogar vôlei de praia controlando as belas personagens da franquia. A jogabilidade é rápida e semelhante aos jogos de esportes que o antecederam. Além de contar com algumas opções de jogo, o jogador ainda pode iniciar várias atividades com as garotas, como paquera-las ou tirar fotos. O jogo oferece uma boa diversão para os fãs da franquia e pode conquistar novos fãs que gostem do estilo oferecido.

8 - Phantasy Star Online 2 (Multi)

Desenvolvido e publicado pela Sega em fevereiro de 2013 para o portátil da Sony e recebendo um lançamento para abril de 2016 para o console de mesa da mesma empresa, Phantasy Star Online 2 (Multi) é um jogo que provavelmente não chegará para os fãs deste lado tão cedo. Os fiéis veteranos que ainda aguardam o MMO, seja por sua grande quantidade de classes com mecânicas diferentes ou a pesada temática de ficção científica proposta pelo jogo. É possível ter horas de diversão e se perder pelo mapa massivo, surpreendendo e trazendo uma ótima mudança de passo para aqueles que se interessam pelo tema.

7 - Earth Defense Heroes 5 (PS4)

Desenvolvido pelo estúdio Sandlot e publicado pelo D3 Publisher, Earth Defense Heroes 5 (PS4) foi lançado em dezembro de 2017 no Japão e não possui nenhuma previsão de lançamento para o Ocidente. A jogabilidade é a mesma dos títulos anteriores, um shooter com bastante ação para os fãs, trazendo novos inimigos e desafios para o jogador. Podendo utilizar veículos podem ser usados nos grandes campos de batalha e oferecendo novos visuais para as classes presentes no título. Um jogo diferente e criativo que talvez não chegue para nós tão cedo, oferece não só uma boa variedade de objetivos como bastante diversão.

6 - Dengeki Bunko: Fighting Climax Ignition (Multi)

Celebrando o vigésimo aniversário da ASCII Media Work’s Dengeki Bunko, Dengeki Bunko: Fighting Climax Ignition (PS3/PS4/PSVita) foi desenvolvido pela Ecole Software em parceria com a French Bread e publicado pela Sega, em dezembro de 2015. O jogo reúne os diversos personagens das famosas light novel japonesas publicadas pela empresa em um game de luta 2D. Trazendo novos personagens, após algumas atualizações, sua versão final apresenta uma jogabilidade mais balanceada, permitindo maior diversão. Apesar de um estilo de jogo já conhecido, ver os icônicos personagens se enfrentando em batalhas, aguça a curiosidade dos fãs.

5- Ryu ga Gotoku Ishin! (PS3/PS4)

Conhecido no Ocidente como Yakuza, o spin-off da série, Ryu ga Gotoku Ishin! (PS3/PS4), foi lançada em fevereiro de 2014 apenas no Japão. A história segue Sakamoto Ryoma, um samurai de mais baixo rank que, após ser reconhecido por sua habilidade em Kyoto, busca reformar o governo de Tosa, cidade onde nasceu. Além de possuir uma jogabilidade bem semelhante aos jogos da série principal, ele também traz os antepassados dos personagens atuais, apresentados num Japão feudal. Por se tratar de um Yakuza ambientado no Japão feudal ele é uma boa alternativa para a série, que além do excelente enredo, traz muita ação, e diversão com maior variedade para os jogadores que curtem a franquia.

4 - Sengoku Basara 4: Sumeragi (PS3/PS4)

Um dos clássicos jogos com estilo Hack’n Slash, Sengoku Basara 4: Sumeragi (PS3/PS4) foi lançado em julho de 2015, trazendo diversos acréscimos para o título anterior, Sengoku Basara 4 (PS3). Junto dos novos personagens, o jogo traz ainda mais capítulos para a história, que consiste em uma versão romantizada da famosa guerra de unificação japonesa, contendo uma boa dose de ação e comédia. A jogabilidade apresentada é bem semelhante a de seus antecessores, focada em batalhas constantes características do estilo. Além de ser um jogo divertido, Sengoku Basara já conquistou diversos fãs, que aguardam que um novo título da franquia finalmente volte para os consoles ocidentais.

3 - Kamen Rider: Climax Fighters (PS4)

Lançado em dezembro de 2016 pela Namco Bandai Games, Kamen Rider: Climax Fighters (PS4) é o sexto e último jogo da franquia com este título. Apesar de possuir legendas em inglês, o jogo foi liberado apenas em algumas regiões orientais, para a tristeza de diversos fãs. O jogo traz novidades, como pequenas mudanças na jogabilidade apresentada pelos títulos anteriores, contando com novos personagens, além de diversos modos de jogo apresentados, ele também conta com um modo online. Uma boa opção para aqueles vidrados nas antigas histórias desses heróis, oferecendo uma boa jogabilidade e muita nostalgia.

2 - Fate/Extella Link (Multi)

Fate/Extella Link (Multi) será lançado em Junho deste ano no japão e ainda não possui data de lançamento para este lado do planeta. Desenvolvido e lançado pela Marvelous, o jogo segue o padrão de seu antecessor Fate/Extella (Multi), ocorrendo no mundo de Fate/Extra e Fate/Extra CC. Possuindo o estilo de Hack’n Slash e uma boa história que se soma aos combates épicos, o game traz um maior número de personagens jogáveis e mudanças na jogabilidade, que o tornam mais divertido. Podendo ainda vir para o Ocidente, para o encanto e satisfação do grande número de fãs da franquia criada pela empresa Type-Moon.

1 - Gintama Rumble (PS4/PSVita)

Gintama Rumble (PS4/PSVita) foi lançado em janeiro deste ano pela Bandai Nanco Entertainment. Contando a história de Sakata Gintoki, um samurai que vive em um japão antigo, agora controlado por alienígenas, o homem busca apenas continuar vivendo e conseguindo dinheiro para pagar seu aluguel. Os fãs da obra de Hideaki Sorachi aguardaram por muito tempo um jogo que diz fazer jus a história que se passa entre os principais arcos, conseguindo equilibrar a ação frenética com o grande número de piadas e paródias exercida pelos personagens. Contando com um estilo Hack’n Slash, o jogo sem dúvidas seria uma excelente pedida, capaz de agradar até mesmo aqueles que ainda não o conhecem.

Menções Honrosas

Diversos MMO para os consoles acabam sendo esquecidos pelas empresas, não sendo lançados para o Ocidente, como Monster Hunter Frontier G (Multi) e Dragon Quest X (Multi). As diferenças sócio-culturais muitas vezes atrapalham o lançamento de jogos, que dependendo podem chegar com diversas censuras. Ainda temos que observar o mercado e se o jogo seria um sucesso, caso sua recepção fosse positiva há uma grande chance de ele chegar para estas terras.

Apesar de não chegarem, muitos jogos já possuem sua base de fãs, principalmente se for uma adaptação de algum anime, light novel ou a continuação de algum título previamente lançado. Mas a esperança sempre reina, já que os jogos japoneses estão cada vez mais bem vistos pelo ocidente. Pode ser que em breve vejamos mais destes tendo versões ocidentais. Só nos resta ficar na torcida.


Revisão: Gilson Peres
Antonio Stark escreve para o PlayStation Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook