Jogamos

Análise: Acompanhe toda a saga de Snake em Metal Gear Solid: The Legacy Collection (PS3)!

Metal Gear Solid é uma das séries mais influentes de toda a indústria de jogos. E não é para menos: em pouco mais de uma década, a cria... (por Gabriel Vlatkovic em 11/08/2013, via PlayStation Blast)


Metal Gear Solid é uma das séries mais influentes de toda a indústria de jogos. E não é para menos: em pouco mais de uma década, a criação de Hideo Kojima estabeleceu novos padrões para jogos de ação focados em espionagem. Apesar de ter brilhado a partir de 1998, com Metal Gear Solid (PS), a série existe desde 1987, quando Metal Gear foi lançado para MSX2 e Nintendinho, e possui um legado de mais de 25 anos. Com tanto tempo de estrada e o sucessivo lançamento de jogos de altíssima qualidade, era improvável que a série não recebesse uma edição especial que contemplasse toda a sua história. Metal Gear Solid: The Legacy Collection é uma coletânea que reúne todos os títulos da franquia lançados até hoje (exceto por Rising e os spin-offs lançados no PSP) e ainda traz um artbook e duas HQs digitais e dubladas que expandem ainda mais o universo da série. Parece perfeito, não? Infelizmente não é bem assim.


Mesmos jogos, embalagem diferente

Aviso: o objetivo desta crítica é demonstrar se a coletânea lançada pela Konami é digna de carregar o nome de uma das maiores franquias da atualidade e, principalmente, se vale o investimento dos jogadores, sejam fãs fervorosos ou iniciantes no mundo de Snake. Sendo assim não discutirei os jogos propriamente ditos, que são alguns dos melhores já lançados em toda a história, e sim o produto como um todo.

The Legacy Collection causa uma boa impressão inicial. Com uma capa de papelão que contém tanto os jogos quanto um artbook, a coletânea passa a impressão de ser bem produzida e feita com todo o cuidado para os fãs. A capa é muito bonita e discreta, e exibe todo o conteúdo presente nos dois discos do jogo. A primeira grande decepção é o artbook: muito simples e sem estilo, o livro (que não é de capa dura) reúne apenas pôsteres de divulgação e artes que todo fã da franquia já está cansado de ver. O conteúdo é dividido por jogo com uma breve descrição de cada enredo. Apesar disso, o papel utilizado é de qualidade e as imagens estão em uma excelente resolução, o que torna o livro um bom extra para colecionadores e admiradores de longa data da criação de Hideo Kojima.

O conteúdo presente na embalagem é muito simples
Segunda decepção: Metal Gear Solid (PS) não vem incluso em nenhum dos dois discos, mas em um voucher com um código para baixa-lo diretamente na PSN. A decisão da Konami não foi nada inteligente, já que um dos mais importantes jogos do pacote não vem fisicamente presente, tirando parte do valor de coleção do item. Mas o pior ainda estava por vir: apesar da carcaça diferente, os discos de jogo nada mais são que os já lançados Metal Gear Solid HD Collection, que inclui Sons of Liberty, Snake Eater, Peace Walker e os dois jogos lançados na década de 1980 (como extras de Snake Eater) e Metal Gear Solid 4: Guns of the Patriots. É claro que nada disso é um problema, pois como já dito, a coletânea traz alguns dos melhores jogos lançados na historia dos videogames (pelo singelo preço de 50 dólares), mas chega a ser um pouco de descaso com os fãs da franquia não mudar absolutamente nada na apresentação da coleção visando à padronização do conteúdo. A Konami nem tentou disfarçar a falta de cuidado com a coletânea, e ao colocarmos os jogos no console eles são identificados como os lançados há alguns anos e não como The Legacy Collection. Para fãs da franquia que esperavam algo que valesse a recompra dos jogos, isso é um gigantesco banho de água fria.

Apesar de belo, o artbook não traz material inédito

Ideal para quem?

É fácil perceber que com tais características, The Legacy Collection não é recomendado para qualquer um. Se você é fã da franquia e já possui a HD Collection e Guns of the Patriots, passe longe, já que o conteúdo é exatamente o mesmo que está na sua estante. O artbook é até um leve atrativo, mas gastar 50 dólares só para ter impressas algumas artes que podem ser encontradas facilmente na internet não me parece um bom negócio. Caso seu negócio seja outro e a vontade de ter o pacote é apenas para fins de coleção, a embalagem é muito bonita e o jogo tende a se tornar raro, já que a tiragem não deve ser das maiores. Ainda assim, comparada a outras edições de colecionador, The Legacy Collection fica devendo em praticamente todos os aspectos, o que, felizmente, resultou em um preço bastante acessível.

O digital comic é um dos pontos altos da coletânea
Mas ainda há um terceiro grupo: aqueles (pecadores) que ainda não conhecem a franquia. E para esses, essa coletânea é simplesmente o jogo mais recomendado do ano! Simplesmente tomem vergonha na cara, saiam de suas cavernas, mergulhem no universo de Solid Snake e conheçam uma das franquias mais incríveis já concebidas nos videogames. Somados, os oito jogos oferecem mais de 60 horas de conteúdo de extrema qualidade e por um preço risível, considerando que muitos jogos de qualidade duvidosa são vendidos por um preço maior. The Legacy Collection é simplesmente uma das coletâneas com o melhor custo beneficio do mercado e é ideal para quem nunca jogou ou possui apenas um ou outro título da franquia.

Um pacote tão simples não é o bastante para fazer jus à franquia Metal Gear

Faltou capricho

Apesar da boa ideia, Metal Gear Solid: The Legacy Collection fica devendo pela falta de capricho e empenho da Konami em oferecer um pacote que fizesse jus a uma de suas mais importantes franquias. O reaproveitamento dos discos, a necessidade de baixar MGS e a simplicidade do artbook fazem com que o produto não compense para a grande maioria dos jogadores. No entanto, é a melhor opção do mercado para os que ainda não conhecem a franquia e desejam começar, mas sem saber por onde. A Konami tinha uma excelente oportunidade nas mãos, é uma pena que, no entanto, a jogou no lixo.

Prós

  • Alguns dos melhores jogos lançados na história em um só pacote;
  • Preço acessível por muito conteúdo de alta qualidade.

Contras

  • Nem todos os jogos estão nos discos;
  • Os discos são os mesmos já lançados outrora;
  • Artbook poderia ser mais caprichado.


Metal Gear Solid: The Legacy Collection – PlayStation 3 – Nota: 7.0
Revisão: José Carlos Alves
Capa: Diego Migueis 
Gabriel Vlatkovic é economista formado pela Unicamp. Trabalha como Analista de Finanças e joga videogames há quase vinte anos. Adora ouvir música, assistir a filmes e seriados e discutir a Timeline de Zelda. Quando não está trabalhando, está no Facebook.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook