Vem aí

Prévia: Haja coração, amigo! Fifa 14 está chegando e promete fazer a alegria dos boleiros virtuais

E rola a bola mais uma vez! Se existe uma coisa mais certa na vida que show do Roberto Carlos no Natal é a chegada de um novo FIFA no seg... (por Thomas Schulze em 30/08/2013, via PlayStation Blast)

E rola a bola mais uma vez! Se existe uma coisa mais certa na vida que show do Roberto Carlos no Natal é a chegada de um novo FIFA no segundo semestre de cada ano. A nobre franquia da EA Sports já viveu muitos altos e baixos ao longo de sua história, que começou lá no distante ano de 1993. Hoje FIFA está com a bola toda, é uma das marcas mais amadas e respeitadas do mundo, e cada lançamento da série chega repleto de expectativa, monopolizando os olhares da mídia especializada.

FIFA percorreu um longo caminho
desde a geração 16 bits...
Desde os tempos do Super Nintendo e Mega Drive, FIFA segue firme e forte em sua busca para se tornar o mais realista jogo de futebol no mercado. Se antigamente os fãs se dividiam entre a simulação de FIFA e o clima mais “fliperama” e divertido de International Superstar Soccer (futuramente Winning Eleven e Pro Evolution Soccer), desde que FIFA bolou um novo sistema de física, a Impact Engine, os jogadores acabaram abraçando quase que unanimamente a série da EA, que hoje reina soberana.

Assim, a grande questão com a qual a EA se depara atualmente é: “Como podemos aprimorar um jogo que já levou o hardware da geração atual ao limite?”. Afinal, por melhor que FIFA 13 tenha sido, ganhando até um notão aqui no seu bom e velho PlayStation Blast, o fato é que ele não conseguiu inovar tanto quanto FIFA 12. A resposta para essa questão parece residir nas novas mecânicas de jogo que a EA criou para FIFA 14.

O toque de bola é nossa escola

Finalmente os menus de FIFA ficaram
mais fáceis de navegar!
Obviamente, tanto no PS3 como no PS4 vamos poder jogar novamente todos os modos que aprendemos a amar nas últimas edições, como as temporadas online, modo carreira para jogadores e treinadores, o EAS FC, que traz elencos sempre atualizados e com os jogos mais quentes da semana em destaque, e o já clássico Ultimate Team, aquele modo em que você gasta milhões de moedas reais ou virtuais na pífia ilusão de que um dia vai conseguir tirar um Messi ou Cristiano Ronaldo nos pacotinhos. O mais legal aqui é que você vai poder importar o seu elenco do FIFA 13, o que acaba servindo de estímulo para quem gastou horas e horas construindo um plantel com boa química na última edição.



Mas todos sabemos que o que importa mesmo em um jogo de futebol é a sua jogabilidade, então é uma grande alegria poder afirmar que os controles de FIFA, já tão elogiados nas edições passadas, se aproximam ainda mais da perfeição na versão deste ano. Pode acreditar, depois de praticar por algumas horas você já vai estar aplicando mais dribles que o Neymar! O nosso redator Danilo Passos pôde experimentar uma versão alpha em primeira mão, fez um Hands-on caprichado (que você pode ler clicando aqui), e garante: as novas mecânicas fazem toda a diferença!

Velho jogo, novas mecânicas

Como a versão para PS4 será o primeiro jogo a utilizar a nova engine EA Sports IGNITE, projetada exclusivamente para tirar proveito do imenso poderio de hardware da nova geração, naturalmente nem todos os aprimoramentos planejados darão as caras na versão para PS3. Afinal, a quantidade de novidades que esse motor vai trazer é realmente embasbacante, e eu mal posso esperar para bater uma pelada nos belos gramados do PS4! Mas é exatamente aí que mora o maior problema de FIFA 14: comparar as versões de PS3 e de PS4 acaba sendo uma tarefa ingrata, pois é quase como comparar o antigo e o novo Maracanã: a nova versão é coisa de primeiro mundo!
O melhor jogador do mundo com os melhores gráficos do mundo.


Apenas uma das dezenas de novas
formas de chutar a pelota.
Pimba na gorduchinha!
A primeira melhoria prometida para o novo FIFA é uma tal de Pro Instincts, que dá inteligência a todos os vinte e dois jogadores em campo (mas, infelizmente, não ao técnico, que sempre será chamado de burro pelos torcedores). Agora cada um dos atletas reagirá em tempo real a tudo que acontece dentro das quatro linhas. Chega de zagueiros zumbis, finalmente! Já a Living Worlds serve para dar aquele toque de next-gen ao jogo, dando vida aos estádios que antigamente eram cheios de torcedores que pareciam feitos de papelão. A Elite Technique aprimora ainda mais a física e garante uma nova leva de movimentos, desde voleios fenomenais a chutes de três dedos. Por fim, temos os carros chefes tanto do PS3 como do PS4, o Precision Movement, que garante movimentos de corrida muito mais realistas, e o Pure Shot, que vai proporcionar os chutes mais precisos e realistas de todos os tempos.

Ééééé do Brasil!

Para a alegria de alguns e tristeza
de outros, Tiago e Caio estão
de volta...
Para os jogadores brasileiros, temos boas e más notícias. A boa notícia é que mais uma vez teremos um jogo totalmente localizado, com direto até a narração e comentários em português. A má notícia é que a narração ficará novamente a cargo de Tiago Leifert e Caio Ribeiro. Polêmicas a parte, na opinião deste que vos escreve seria muito bacana se a EA desembolsasse um dinheiro extra para contar com um narrador de verdade ao invés de apresentadores de programa esportivo. Se o rival Pro Evolution Soccer segue contando com o mito Silvio Luiz no comando dos microfones, FIFA bem que poderia resgatar o ótimo Milton Leite, que realizou um excelente trabalho por anos a fio nos FIFA de computador, ou quem sabe ousar e tentar contratar Luiz Carlos Júnior.

Mas o que importa mesmo é que essa será a versão mais brasileira de toda a franquia. O rapper Marcelo D2 já confirmou que fará parte da trilha sonora, e francamente não seria nada surpreendente se mais artistas nacionais fossem confirmados até o lançamento do jogo. Além disso, a grande maioria dos times nacionais foram devidamente licenciados. O Corinthians, que quase ficou de fora, foi confirmado aos quarenta e cinco do segundo minutos do segundo tempo, então só ficou faltando mesmo o Bahia, que não conseguiu acertar os valores com a EA. Por outro lado, até o Palmeiras estará completo, então você sempre pode fingir que ele ainda está jogando na primeira divisão. Para valorizar ainda mais o pacotão de times, além dos clubes brasileiros teremos impressionantes trinta ligas e mais de quinhentos times licenciados. Haja futebol!


Elenco reestruturado

Por mais que FIFA 14 acabe saindo naquele ingrato momento de transição de consoles, experimentando as últimas versões de FIFA e Pro Evolution Soccer é fácil afirmar que o domínio fifeiro nos gramados virtuais seguirá incontestável, e que FIFA 14 será o melhor jogo de futebol do ano. Mas se você estiver com dinheiro e paciência sobrando para esperar mais um pouco, pode ser uma boa ideia ignorar a versão de PS3 e aguardar pela de PS4, que promete ser a mais fiel recriação do esporte já vista. A não ser que aconteça uma grande zebra de última hora, parece que FIFA levantará mais uma taça esse ano.

FIFA 14 (PS3 / PS4)
Desenvolvimento: EA Sports
Gênero: Esporte
Lançamento: 26 de setembro de 2013 (PS3) novembro (PS4)
Expectativa: 4/5

Revisão: José Carlos Alves
Capa: Diego Migueis
Thomas Schulze é formado em Direito, mas passou mais tempo em locadoras do que no fórum. Carioca não praticante, é uma das seis pessoas no mundo que gostaram do final de Lost e Mass Effect 3. Você pode falar sobre o quanto ele está errado no Facebook e Twitter.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook