Blast Battle

Qual o melhor discípulo de Indiana Jones? Nathan Drake vs. Lara Croft

Era uma batalha inevitável. Com o recente lançamento do mais novo título da série Tomb Raider, parece que um dos personagens mais popular... (por Franco Jazon Caires em 05/08/2013, via PlayStation Blast)


Era uma batalha inevitável. Com o recente lançamento do mais novo título da série Tomb Raider, parece que um dos personagens mais populares do PS3, Nathan Drake, da série Uncharted, ganhou uma adversária a altura para disputar a atenção dos jogadores de games de aventura e exploração. A série Uncharted já é bastante popular e seu protagonista já foi comparado com Lara Croft muitas vezes, mas agora que Tomb Raider ganhou um reboot, Lara está com novo fôlego para retomar sua coroa. E agora os fãs das séries, e todos nós, queremos saber: Qual é o melhor ladrão de tumbas do mundo dos games?

Antes, uma aula de arqueologia (ou de história)

Antes de ver nossos lutadores no ringue, vamos conhecer um pouco de suas origens.  Provavelmente você deve ter notado uma grande semelhança entre os nossos protagonistas com o mais famoso arqueólogo dos cinemas. E não é mera coincidência.

Em 1996, o designer da Core Design,Toby Gard, responsável pelo desenvolvimento de um personagem para o primeiro Tomb Raider, pensou em fazer algo similar a Indiana Jones. Contudo, sua ideia inicial foi rejeitada e para criar um novo protagonista, ele considerou o uso de uma personagem do sexo feminino. Então nasceu a personagem que todos conhecemos e amamos. Contudo, sua origem já foi reformulada e em seu game mais recente, recriada. Mas alguns elementos nunca mudam: Lady Croft é inglesa, de sangue nobre (ela é a Condessa de Abbingdon) e é formada em arqueologia. Em seus games anteriores, Lara sempre tem ótimas habilidades físicas e intelectuais, além de ser muito confiante, mas no reboot suas habilidades ainda não estão desenvolvidas.

A origem de Nathan Drake também leva Indiana como inspiração, mas vai mais além. Segundo a própria escritora da série, Amy Hennig, Drake é uma mistura de Harrison Ford e Bruce Willis. Para criar sua aparência, Jonny Knoxville (famoso pela série Jackass) serve como modelo. A intenção da Naugthy Dog era criar um personagem humano. Algumas atitudes do personagem visam passar essa ideia para os jogadores, como quando Drake fica nervoso e falha em seus movimentos, algo oposto à Lara Croft em seus primeiros jogos. Tudo em seu desenvolvimento é feito para passar a ideia de que ele é alguém comum, sem grandes habilidades.

Nathan Drake, suposto descendente do corsário inglês Sir Francis Drake, é um caçador de tesouros e ladrão de artefatos preciosos. Teve uma infância complicada e cresceu com o desejo de saber mais sobre sua relação com o famoso personagem histórico. Ao longo da série vamos cada vez mais conhecendo um pouco sobre Nathan e sua origem.

1° Artefato – Games

A série Uncharted nasceu em 2007 com o jogo “Uncharted: Drake’s Fortune” para o PS3. Desenvolvida pela Naughty Dog, empresa criadora de Crash Bandicoot, um personagem clássico (mas esquecido, infelizmente) e recentemente da obra-prima “The Last of US”, desde seu lançamento foram feitos mais 2 jogos para a plataforma que compõe a série principal e mais 2 para o Playstation vita, num total de ótimos 5 games.

O primeiro jogo teve uma recepção incrível e foi um sucesso tão grande que em 2009 foi lançada sua sequência, “Uncharted: Among Thieves”, e em 2011 foi lançado “Uncharted: Drake’s Deception”, seu título mais recente. Todos os três sempre receberam ótimas criticas, com notas altas. O site Metacritic, que reúne e faz uma média das notas recebidas, deu nota 92/100 à “Drake’s Deception” e 96/100 à “Among Thieves”, superando seu próprio primeiro título, que recebeu 80/100. Para termos uma ideia, The Last of US recebeu (até o momento), nota 95 de 100, o que reforça o sucesso da série. Até o momento não há qualquer notícia certa sobre um quarto título da série ou nem mesmo sua plataforma (pois o PS4 já está chegando), a única coisa que temos são rumores e pequenas informações que os produtores da Naughty Dog deixam escapar.

No Vita, “Uncharted: Golden Abyss” teve um bom desempenho, mas não tão bom quanto os títulos para o console de mesa. O outro game para o portátil, “Uncharted: Fight for Fortune” é diferente de todos os outros, sendo um card game. Apesar disso, o jogo foi considerado divertido.

Existindo desde 1996, a série Tomb Raider já tem em seu “currículo” 20 jogos, sendo algumas expansões, jogos para portáteis, compilados e até jogos para celulares. A série fez sua estréia no Playstation, PC e Sega Saturn, desenvolvida inicialmente pela Core Design e depois pela Crystal Dinamics, atual produtora dos games da série.  São 16 anos de jogos e 3 gerações de consoles, fora outras plataformas. Quase não há console que não tenha recebido um game da Condessa Croft. Sony, Nintendo, Microsoft e até a Sega receberam jogos. Fica até difícil comentar sobre cada um deles, mas sabemos uma coisa: a série é muito importante no mundo dos jogos, já teve altos e baixos, mas mais altos do que baixos, felizmente.

O título mais recente, “Tomb Raider”, lançado este ano, é um recomeço da série e nos apresenta uma Lara mais jovem e inexperiente. O reboot causou muito furor quando anunciado, pois tudo estava bem diferente. A origem de Lara já teve modificações, mas nesse novo jogo, tudo mudou. Apesar disso, o game foi muito bem recebido pelos jogadores e pela crítica e recebeu nota 88/100 pela Metacritic (para a plataforma PS3).

Mesmo sendo uma série recente (nasceu no PS3), Uncharted já tem 5 jogos, sendo sua série principal um sucesso inegável. Porém, é uma tarefa difícil bater os muito jogos de sucesso que compõe a série Tomb Raider. Assim, o primeiro artefato vai para Lara Croft!

2° Artefato – Popularidade

Pense em alguns personagens femininos dos games e faça uma lista. Quais seriam estas personagens? Eu acredito que, dentre elas, provavelmente você pensou numa certa garota inglesa, de cabelos escuros, que gosta de tumbas e atende por Lara. A Condessa é uma das personagens femininas mais conhecidas do mundo, não apenas por seus games. Hoje Lara Croft é um ícone. Sua fama é tanta, que a Inglesa possui seis entradas no Guiness, o livro dos recordes, dentre eles: a heroína mais famosa dos games, a mais reconhecida personagem feminina, o live-action mais bem sucedido, enfim. A influência sobre outras mídias levou Lara até ao mundo dos quadrinhos, participando da série Witchblade até ganhar suas próprias histórias. Já se sabe que outras, baseadas no reboot serão publicadas e servirão de base para o próximo título da série.

Sua fama foi tão grande que isso rendeu dois filmes, sendo que o primeiro foi o filme baseado em game mais rentável da história e fez com que Angelina Jolie fosse reconhecida mundialmente como estrela de cinema, apesar de já ter feito filmes anteriormente. E cá entre nós, caros leitores, os filmes são realmente boas adaptações dos games, mesmo com histórias ou elementos diferentes e, além disso, a Angelina Jolie sempre será a Lara Croft, não? Existe uma previsão para um novo filme, mais próximo do reboot, mas ainda há pouca coisa definida.




Pode se dizer que nosso amigo Drake começou com o pé direito no mundo dos games. Apesar de recente, sua série já é uma trilogia e certamente novos games virão. Mas isso não é tudo. O sucesso de Drake foi tão grande e tão rápido, que em um espaço de 4 anos, o personagem já se tornou um ícone do PS3, sinônimo de bons jogos. Se Crash te faz lembrar o saudoso Playstation, Drake é o queridinho do terceiro console da Sony. No game Playstation All-Stars Battle Royale (aquele parecido com Smash Bros), Drake é um dos personagens jogáveis, ao lado de outros símbolos do console como Kratos e Dante.

Como anda acontecendo com todo personagem ou série de sucesso, foi cogitado um filme de Uncharted. O projeto, que contava com nomes de peso como Mark Wahlberg e Robert De Niro, foi desenvolvido em 2010, mas uma série de problemas desmanchou o sonho dos fãs. Apesar disso, há ainda planos para trazer o filme aos cinemas. Nos quadrinhos, assim como aconteceu com Lara Croft, Drake também marcou presença nos quadrinhos. Uma edição, já publicada pela DC Comics, relaciona-se com o terceiro título da série.
Natham Drake é um sucesso nos games, mas Lara Croft é isso e muito mais. Ela ultrapassou a barreira de ser mais uma personagem para se tornar um ícone. Afinal, está registrado no livro dos recordes. Vitória fácil para a Inglesa, 2 artefatos!

3° Artefato – Enredo

Esse é um aspecto importante que nem sempre é explorado nos games. Felizmente temos ótimos exemplos de enredos em jogos e isso não é diferente na série de Nathan Drake. O enredo de cada game (exceto para o PSVita) é uma história digna de livros. Não é para menos. O enredo de Uncharted foi escrito por Amy Hennig, escritora e diretora de criação da Naughty Dog. Uma curiosidade: Amy Hennig começou sua carreira na Nintendo e depois foi escrever e dirigir Soul Reaver 2 para a Crystal Dynamics, produtora que por acaso tinha um certo jogo de aventura de uma inglesa arqueóloga...

Realmente o enredo de Uncharted é bem construído. Sua ideia principal é desenvolver a personalidade de Nate e suas relações com seus amigos Sully e Elena, enquanto ele se aventura pelo mundo. Explicar todo o enredo não é o objetivo deste texto, mas você pode ter uma certeza: ele é muito bem escrito e desenvolvido. Não somente o enredo, mas toda a atenção que a produtora deu ao personagem, para torná-lo um novo tipo de herói. Sua concepção, aparência e até a dublagem foram feitas de forma a torná-lo único. Não há dúvidas que esse cuidado contribuiu para o sucesso da série.


Na série Tomb Raider, por sua vez, o enredo também era bem feito, mas deixou a desejar em alguns jogos e seu enredo já foi reformulado em certas fases da série. A ideia principal é contar as aventuras de Lara Croft, uma arqueóloga formada e de família aristocrata. Pode parecer simples, mas esse era o objetivo da série. Mas tudo mudou. Provavelmente, a Crystal Dinamics percebeu que a série não estava evoluindo tão bem e, portanto, para lhe dar novo vigor decidiu recriar tudo. Lara agora não é a hábil ladra de tumbas, mas uma jovem recém-formada, começando suas primeiras viagens e que demonstra ter medo, receio e poucas habilidades de sobrevivência, ou seja, tornou a implacável Lara algo mais humano, de forma similar a Nathan Drake.
A série extensa de Tomb Raider não permitiu a criação de um enredo diferenciado, apesar do reboot mudar as coisas. Já a trilogia Uncharted foi criada com atenção e é bem desenvolvida. É uma disputa acirrada, mas nessa Drake leva a melhor e recebe seu primeiro artefato. 2 x 1!

4° Artefato - Sex Appeal

É fácil pensar nesse quesito quando pensamos em Lara Croft. Normalmente pensamos em Angelina Jolie com aquela blusa cinza do pôster do primeiro filme. Apesar disso, o criador da série, Toby Gard, não tinha a menor intenção de torná-la uma sex symbol. Mesmo assim, Lara passou a ser retratada como tal, fazendo com que Toby deixasse o estúdio onde a criou. Para ele Lara era bela por suas habilidades e não pelo tamanho de seu busto. Mas ao retornar à série, para criar o título “Anniversary”, sua intenção inicial foi retomada e Lara voltou a ter a aparência inicial. Até mesmo o reboot se preocupa com sua personalidade ao invés de seu corpo, dando preferência a uma Lara sem curvas (apesar de continuar bela como sempre).


Se ser sex symbol é algo secundário para Lara Croft, o mesmo vale para Nathan Drake. A intenção de mostrá-lo como humano fez com que sua produção evitasse torná-lo mais um herói musculoso e invencível. Assim como aconteceu com Lara, o objetivo era torná-lo atrativo pela sua personalidade e não por aspectos externos. Pode ser que Drake tenha atraído fãs pela aparência, mas a intenção nunca foi essa.
Aqui cabe um empate. Apesar da aparência não ser o foco, ambos os personagens adquiriram certo sex-appeal. Mas nunca intencionalmente (exceto nos de Tomb Raider). Nessa luta, ambos levam um artefato.
Nathan Drake veio com tudo, mas com 3 artefatos, Lara Croft é a ladra de tumbas dos games e vencedora deste Blast Battle! Placar final: 3 x 2 !

Ambas as séries tem ainda muito potencial para se desenvolverem. Apesar das comparações inevitáveis que surgiram e que vão surgir por causa de suas semelhanças, ambos têm também diferenças que os tornam ótimos jogos. Neste Blast Battle, Lara Croft levou a melhor. Acho que Indiana Jones concordaria. Mas e você, concorda? Discorda? Deixe seu comentário! Nos vemos na próxima!

Revisão: Leonardo Nazareth
Capa: Diego Migueis

Franco Jazon Caires escreve para o PlayStation Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook