Vem aí

Prévia: Preparando o terreno para Metal Gear Solid V: Ground Zeroes (PS3/PS4)

O novo jogo da franquia Metal Gear Solid promete mais do que ser apenas uma demo de luxo

Uma noite chuvosa em um lugar desconhecido, um homem com a face desfigurada conversa com uma criança presa em uma cela. A chuva continua cada vez mais intensa, e aquela figura se torna cada vez mais misteriosa e amedrontadora. Os soldados não hesitam em seguir as suas ordens, sem questionar por um segundo sequer. De repente, uma música começa a tocar ao fundo. “Here’s to You” é o nome da canção. Ela soa familiar aos fãs mais assíduos de Metal Gear Solid. Assim como o homem que surge, somente depois de passados sete minutos do primeiro trailer de Metal Gear Solid V: Ground Zeroes. Snake está de volta e agora seus mullets, barba e tapa-olho possuem gráficos de última geração. E para os verdadeiros amantes da franquia, Hideo Kojima ainda os brinda com mais uma frase célebre da série: “Kept you waiting, huh?”. É o que diz aquele Snake, enquanto termina de escalar uma montanha, pronto para mais uma missão. E então, você não vai o deixar esperando, vai?

Primeiros passos em Ground Zeroes

Quando o primeiro trailer de Metal Gear Solid V: Ground Zeroes surgiu ainda em 2012, muitas informações não estavam confirmadas, ou pareciam envolvidas por grandes mistérios, assim como qualquer coisa que o mestre Hideo Kojima toca ou cria. Quem é esse Snake? Em que ano estamos? E o mais importante: quando se encaixaria essa nova fase da franquia em toda a história de MGS?
"Skull Face"
São tantas perguntas e tão poucas respostas. Muita calma e paz nessa hora. Exatamente após Metal Gear Solid: Peace Walker, jogo exclusivo de PSP e que foi remasterizado em HD para PS3, é que Ground Zeroes tem o seu inicio. O game segue os passos de Big Boss depois dos eventos finais de Peace Walker, em 1975. A história apresenta Paz Ortega e Chico Libre, personagens conhecidos do jogo anterior, sequestrados e aprisionados por uma ameaça ainda desconhecida. A única pista é esse misterioso vilão batizado apenas como Skull Face por motivos óbvios. E, claramente, a sua primeira missão em GZ não seria nada menos, nada mais, do que uma missão de resgate da dupla.
O game servirá como um prólogo de Metal Gear Solid V: The Phantom Pain, que se passará após um coma de anos que Big Boss sofre depois dos eventos de Ground Zeroes, só para acordar e descobrir que perdeu todo o seu exército sem fronteiras, os MSF (Militaires Sans Frontieres), que surgiu em Peace Walker. Ficou confuso com tudo isso? Bom, se você não é um fã da série e das narrativas complexas de Hideo Kojima, é bom ir se acostumando com a ideia de ficar um pouco perdido de vez em quando.
Chico como prisioneiro em Ground Zeroes

Metal Gear Solid: 1 + 1 = 5

Metal Gear Solid V será dividido em dois jogos: Ground Zeroes e The Panthom Pain. O primeiro irá mostrar os fatos que se desenvolvem logo após MGS: Peace Walker, registrando os passos de Big Boss em busca de Paz e Chico, servindo apenas como um prólogo, e, portanto, não possuindo uma vasta quantidade de horas de gameplay.
Dirigir veículos é uma das grandes novidades
Hideo Kojima afirmou que essa primeira parte do game irá servir mais para acostumar os jogadores com as principais mudanças apresentadas nessa nova etapa de MGS. Uma delas, e que promete uma grande diferença na maneira de planejar estratégias e também no ritmo do jogo, é a recuperação automática da energia de Big Boss, que agora volta ao normal rapidamente com o tempo, sem a ajuda de rações. Ground Zeroes também traz uma linguagem visual muito comum dos jogos de FPS: o sangue na tela. Conforme você perde energia, mais sangue irá aparecer advertindo que a sua vida corre sérios riscos. Os fãs mais conservadores da série talvez não aprovem tão bem essa mudança.
Outra novidade é a liberdade proporcionada pelas fases, que agora não são mais lineares. Você pode decidir a forma que deseja realizar uma missão. Por exemplo, ao invadir uma base inimiga em Ground Zeroes, é possível escolher entre diversos veículos e estratégias para completar a missão, uma investida mais furtiva seria o ideal, mas,se você preferir, pode usar um veículo ou armamento mais pesado para alcançar seus objetivos. Metal Gear Solid: GZ irá funcionar quase como um Peace Walker, só que de última geração, com gráficos mais potentes, menos interrupções entre as fases (que eram muito segmentadas no anterior) e repleto de possibilidades para completar a sua missão.

Exército de um homem só

Nem Solid Snake, Liquid Snake ou Solidus Snake. Em Ground Zeroes, a serpente da vez é Big Boss. Hideo Kojima criou uma franquia com uma história tão complexa e que tem tanto ainda para ser decifrada e explorada que decidiu nos presentear com um pouco mais de clareza sobre os acontecimentos que registraram a vida de Big Boss.
Começando a missão com o pé direito (e um cruzado também)
Mais uma vez em uma missão solitária, agora será possível ter mais liberdade para explorar diversas ações e estratégias no campo de batalha. Apesar de ser um prólogo para a história principal, GZ ainda promete algumas horas de diversão, e muito mais para aqueles jogadores curiosos, que gostam de completar todos os detalhes do jogo, que também possui diversos colecionáveis e sidequests.

Após os eventos de GZ, Big Boss entrará em coma, esse será o grande hiato entre ele e The Phantom Pain. Apesar de perder os Militaires Sans Frontieres durante esse intervalo, Big Boss não ficará sem um exército por muito tempo. Diamond Dogs será o nome do seu novo exército, uma referência direta a música Diamond Dogs do camaleão do Rock, David Bowie. Nada mais adequado para quem pode ser considerado o camaleão do stealth.

Solid “Fox”

Há algum tempo, a Kojima Productions já vem desenvolvendo o Fox Engine, o motor de jogo revolucionário da produtora. Mas só agora, com Ground Zeroes, vai ser possível presenciar tudo que ele é capaz de fazer. A partir de trailers e gameplays disponíveis na internet, torna-se claro o seu poder quanto a efeitos de iluminação, que estão incríveis e prometem ser uma parte importante na dinâmica do jogo.
Um grande salto de gerações 
Novas mecânicas também apresentam grandes diferenças e inovações no modo como os jogadores vão poder jogar GZ. Agora, Big Boss pode marcar seus inimigos com um binóculo especial, o que facilita estratégias na hora de decidir quem eliminar primeiro. Além disso, um modo bullet-time foi integrado ao game, dando alguns segundos em câmera lenta para deter o guarda inimigo que tenha percebido a presença de Big Boss.

As patrulhas inimigas não vão facilitar a sua vida. Mais amplas e com menos padrões, elas prometem dar bastante trabalho na hora de se infiltrar na base inimiga. Com um ciclo de noite e dia, além de diferentes climas, as rondas e locais dos inimigos devem mudar de padrão a cada momento. O famoso status de alerta da franquia não vai mais ser identificado pelo cronômetro. Ao invés disso, o jogador precisará analisar o comportamento dos inimigos e interceptar conversas pelo rádio para saber se o código de alerta já foi concluído. Os adversários também podem ser capturados para a sua vantagem no campo de batalha, você pode escolher entre matar, nocautear ou interrogar o refém, essa última opção pode revelar detalhes sobre passagens secretas e munição.

Contagem regressiva até zero

Metal Gear Solid V: Ground Zeroes vai ser lançando em 18 de março para PlayStation 3, Playstation 4, Xbox 360 e Xbox One, em mídia física e digital. Com esse lançamento, Hideo Kojima dá um carinhoso abraço de adeus para a geração passada e um abraço de boas vindas para a nova geração de videogames. Ground Zeroes é apenas o primeiro passo da franquia de MGS nesse novo mundo, com maiores possibilidades, gráficos, jogabilidade, interações e inovações. “Kept you waiting, huh?”, foi o que disse Big Boss no primeiro trailer divulgado do jogo. Bom, agora já não vamos precisar esperar muito tempo, pelo menos.
Metal Gear Solid V: Ground Zeroes (PS3/PS4)
Desenvolvimento: Kojima Productions
Gênero: Ação – Stealth
Lançamento: 18 de março de 2014
Expectativa: 5
Revisão: Rafael Neves
Capa: Diego Migueis
Rodrigo Bitencourt atualmente joga videogame para escrever e escreve para jogar videogame. Entre um checkpoint ou outro você pode encontrá-lo no Facebook, Twitter e MyPST.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook