Blast from Japan

J-Stars Victory Vs (PS3/PSVita) leva pro ringue as estrelas da Shonen Jump

Título de luta reúne principais estrelas da mundialmente famosa publicação de mangás Shonen Jump em comemoração dos 45 anos da revista.

Boa parte dos mangás mais populares saíram das páginas da Weekly Shonen Jump. Grandes sucessos mundiais como Bleach, Rurouni Kenshin, Naruto e Dragon Ball surgiram na publicação, que é referência global por ter um alto padrão de qualidade. Cada uma dessas séries tem sua própria história, que conta com diversos personagens e universos distintos. Mas o que aconteceria se todos eles se reunissem em um só mundo?

Em J-Stars Victory Vs, os principais heróis da revista convivem no Jump World, um mundo que mistura elementos e cenários de várias publicações da revista. Todos os personagens estão se preparando para o J Battle Festival, uma competição de luta para determinar quem é o mais
forte e que acontece a cada 45 anos.


Feliz aniversário, Jump!!
Não é à toa que o tal torneio do jogo aconteça a cada 45 anos, J-Stars Victory Vs foi lançado para comemorar o quadragésimo quinto aniversário da Weekly Shonen Jump. Quando anunciado na revista, o jogo foi até mesmo citado como o “jogo Jump definitivo”, o que mostra o quão especial é o título para a história da publicação.

Ao todo, Victory Vs conta com 52 personagens saídos de 32 diferentes mangás. Veteranos como Son Goku, Kenshin Himura e Yusuke Urameshi lutam lado a lado com protagonistas de mangás mais recentes, como Tatsumi Oga (Beelzebub), e alguns outros velhos conhecidos da geração mais atual, como Kurosaki Ichigo (Bleach) e Uzumaki Naruto (Naruto).


O J-Adventure, modo história de J-Stars Victory Vs, conta com quatro capítulos focados em diferentes personagens, que devem montar um time para participar da competição. O primeiro capítulo, o Motion Chapter, foca em Luffy (One Piece), Ace (One Piece) e Seiya (Saint Seiya), enquanto o segundo, o Hope Chapter, traz Naruto (Naruto), Yusuke (YuYu Hakusho) e Gon (Hunter x Hunter). Já o terceiro, o Research Chapter, que tem Toriko (Toriko), Zebra (também de Toriko) e Goku (Dragon Ball), e o último, o Pursuit Chapter, acompanha Ichigo (Bleach), Oga (Beelzebub) e Hiei (YuYu Hakusho). Essa campanha é para apenas um jogador e se desenrola enquanto o jogador explora o mapa do Jump World, combate diversos inimigos e coleta cartas que podem ser usadas como power ups.

Existem ainda mais dois modos de jogo, o Victory Road e o Free-Battle. O primeiro é um modo para um jogador onde é necessário cumprir uma série de objetivos durante cada batalha, enquanto o segundo é um para batalhas livres com suporte para até dois jogadores em rede local ou até quatro players online pela internet. Em todos os modos, a pancadaria rola em cenários totalmente tridimensionais, onde é possível correr, pular e atacar (e, em alguns casos, até mesmo voar) em todas as direções. Para facilitar o entendimento, confira logo abaixo um trailer com gameplay de Son Goku versus Freeza, no PS Vita.


Para vencer um combate, é preciso preencher toda a barra “Win”, que é dividida em três pedaços que são preenchidos um por um sempre que um adversário é derrotado. Mas não pense que vencer alguém significa que essa pessoa esteja fora da luta: um inimigo caído pode se levantar após um determinado período de tempo. Ou seja, é possível preencher mais de um pedaço da barra vencendo a mesma pessoa.

Um elemento interessante das lutas é a possibilidade de usar os Ultimate Attacks. Não que esse tipo de golpe seja uma novidade, claro, mas é que em J-Stars Victory Vs eles funcionam de uma maneira um pouco diferente: esses especiais habilitam transformações dos personagens, deixando-os temporariamente bem mais fortes. Son Goku, por exemplo, dispara uma Genki Dama e, não contente com o estrago que já fez, se transforma em Super Sayajin e aumenta ainda mais o poder de destruição do golpe. Já Hiei, de YuYu Hakusho, lança suas Chamas Negras Mortais contra o adversário, controlando o dragão em um loop que gera uma sequência de golpes praticamente fatal. Se quiser dar uma olhada em como eles funcionam, é só dar play no vídeo abaixo!


Galera porradeira

Como já dissemos lá em cima, J-Stars Victory Vs tem 59 personagens de 32 séries diferentes publicadas na Jump ao longo desses 45 anos de revista. Dessa turma, 39 são jogáveis e 13 funcionam como suporte, podendo ser chamados durante a pancadaria para dar uma mãozinha. Vamos dar uma olhada na lista de lutadores?

  • Jogáveis

Assassination Classroom
Korosensei
Beelzebub
Tatsumi Oga e Baby Beel

Bleach
Ichigo Kurosaki
Sōsuke Aizen

Bobobo-bo Bo-bobo
Bobobo-bo Bo-bobo e Don Patch

Chin'yūki -Tarō to Yukai na Nakama-tachi
Taro Yamada

Dr. Slump
Arale Norimaki e Gatchan

Dragon Ball
Son Goku
Vegeta
Freeza

Fist of the North Star
Kenshiro
Raoh

Gin Tama
Gintoki Sakata

Hell Teacher Nūbē
Meisuke Nueno (Nūbē)

Hunter × Hunter
Gon Freecss
Killua Zoldyck

JoJo's Bizarre Adventure
Jonathan Joestar
Joseph Joestar

Kochira Katsushika-ku Kameari Kōen-mae Hashutsujo
Kankichi Ryotsu

Medaka Box
Medaka Kurokami

Naruto
Naruto Uzumaki
Sasuke Uchiha
Madara Uchiha

One Piece
Monkey D. Luffy
Portgas D. Ace
Boa Hancock
Akainu

Reborn!
Tsuna Sawada e Reborn (Neeko)

Rurouni Kenshin
Himura Kenshin
Shishio Makoto

Saiki Kusuo no Psi Nan
Kusuo Saiki

Saint Seiya
Pegasus Seiya

Sakigake!! Otokojuku
Momotaro Tsurugi

Tottemo! Luckyman
Luckyman

Toriko
Toriko
Zebra

YuYu Hakusho
Yusuke Urameshi
Hiei
Younger Toguro


  • Suporte

Bleach
Rukia Kuchiki

D.Gray-man
Allen Walker

Gintama
Kagura and Sadaharu

Haikyū!!
Shōyō Hinata

Hunter × Hunter
Hisoka

Kuroko's Basketball
Tetsuya Kuroko

Medaka Box
  Misogi Kumagawa

Neuro: Supernatural Detective
Neuro Nōgami

Nisekoi
Chitoge Kirisaki

Pyu to Fuku! Jaguar
Jaguar Junichi

Sakigake!! Otokojuku
Heihachi Edajima

Sket Dance
Bossun
Himeko
Switch

To Love-Ru
Lala Satalin Deviluke


J-Stars Victory Vs infelizmente não tem qualquer previsão de ser lançado fora do Japão. O que é uma pena, já que o público de mangás e animes é imenso no mercado ocidental. Se ao menos o título contasse com legendas em inglês, seria possível jogar essa belezinha numa boa, já que o Vita e o PS3 não têm trava de região. Só nos resta morrer de inveja dos nossos amigos japoneses.

Revisão: Alberto Canen
Capa: Diego Migueis
Rodrigo Estevam é formado em Administração, mas seu negócio mesmo é jogar videogames. Além de escrever no PlayStation Blast, também é colaborador e colunista da Revista Nintendo World. Está no Facebook e no Twitter.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook