Jogamos

Análise: Persona 4 Arena Ultimax dá um show de refinamento em combate e narrativa

A Atlus mostra mais uma vez que sabe aproveitar o máximo de uma de suas melhores franquias!a


Persona 4 Arena Ultimax é a sequência direta do primeiro jogo de luta lançado no universo da série de RPG Persona. Após obter um enorme sucesso ao criar um dos melhores jogos de luta com jogabilidade 2D dos últimos tempos, não foi novidade ver que a Atlus resolveu prosseguir na empreitada de expandir o carisma da série Persona para o gênero dos jogos de luta.


O retorno de General Teddy e o novo P-1 Climax

Combinando novamente os personagens de Persona 3 e Persona 4, Persona 4 Arena Ultimax desta vez traz o torneio P-1 Climax para fora do mundo da TV e para dentro do mundo real. Tudo tem início pouco mais de uma semana depois dos eventos do título Arena anterior, quando Yu Narukami, o protagonista de Persona 4, resolve revisitar seus amigos e sua família na pacata e interiorana cidade de Inaba.



Faltando apenas um dia para que Yu retorne para a cidade grande, o vilão do jogo anterior, General Teddy, reaparece no programa surrealista que só acontece à meia-noite dos dias chuvosos, o Midnight Channel.

General Teddy anuncia o início do P-1 Climax enquanto a cidade de Inaba começa a ser coberta por uma neblina vermelha e a realidade começa a se distorcer. Após isto, os protagonistas começam a perceber que todas as pessoas sem capacidade de evocar Personas subitamente desapareceram da cidade, algo semelhante ao que acontece durante a Dark Hour, em Persona 3.



Aparentemente sem ter outra forma de reagir, os heróis do jogo passam então a fazer parte de um torneio que colocará em jogo o futuro do mundo real.

Agradando a gregos e troianos

Contando com um modo história digno de um verdadeiro roteiro de RPG, que se desenrola através de dois episódios de uma graphic novel bastante extensa pontuada por batalhas, e com um modo Arcade muito competente e fiel aos moldes do que estamos acostumados a ver desde a era dos fliperamas, Persona 4 Arena Ultimax é um título que consegue agradar tanto os aficionados por RPG quanto os que adoram o estilo técnico e frenético dos melhores jogos de luta 2D.



Ao entregar um sistema de batalha que possui várias camadas de complexidade a serem exploradas, o título também consegue ser muito bem aproveitado tanto por jogadores inexperientes quanto por verdadeiros profissionais do gênero. E o melhor é que o desenrolar das lutas é fluido e bonito independentemente do nível técnico do jogador. Mas para um duelo entre dois veteranos no jogo, cada frame de animação pode ser a diferença entre desferir ou sofrer dano de um combo devastador.

Invasão de sombras

Oito novos personagens dão as caras em Arena Ultimax, estes são: Yukari, a dupla Ken e Koromaru, Junpei, Rise, Adachi, Marie, Margaret e um novo e poderoso personagem chamado Sho Minazuki, mestre na arte de empunhar duas katanas. Para incrementar ainda mais a diversificação de estilos, agora o jogador pode escolher jogar com a Shadow (sombra) de quase todos os personagens disponíveis.


Ao escolher jogar com uma Shadow, você ganha um HP maior, enche sua barra de especial mais rapidamente e a leva de um round para o outro nas lutas, podendo ainda entrar num modo de frenesi que lhe confere novas combinações de ataques e que lhe permite desferir uma série de ataques especiais devastadores seguidos um do outro. Como contraponto disso tudo, seus ataques causam menos dano e você não poderá usar uma técnica que lhe permite escapar de combos longos.

Logenvidade no single-player

Além de possuir um modo história bastante satisfatório para os fãs da série, o jogo ainda conta com um modo chamado Golden Arena, que nos faz lembrar dos calabouços tanto de Persona 3 quanto de Persona 4. Nele você deverá avançar pelos cenários enquanto enfrenta inimigos, sobe de nível e customiza seu personagem com várias habilidades conquistadas.


Nostalgia no modo multiplayer

Como uma exclusividade da versão para PlayStation 3, Arena Ultimax traz um lobby de encontro para os jogadores que simula um arcade repleto de fliperamas, no qual você adentra por intermédio de um avatar customizado por você mesmo para acompanhar as estatísticas de duelos de outros jogadores e decidir quem você prefere desafiar.

Que continue a expansão da série!

A Atlus mostrou que sabe muito bem o que está fazendo com a série Persona no gênero de jogos de luta. Ao inserir uma história rica e interessante para fazer dupla com um sistema de combate robusto e capaz de agradar tanto novatos quanto veteranos, ela conseguiu inovar dentro de um gênero que raramente ousa se reinventar e se complementar. Se você é fã da série Persona ou simplesmente admirador de jogos de luta, Persona 4 Arena Ultimax lhe será diversão garantida.


Prós


  • Sistema de combate robusto e refinado;
  • A narrativa tem todo o espírito da série de RPG;
  • Modo multiplayer muito bem construído;
  • Conteúdo diversificado agrada tanto fãs de RPG como fãs de jogos de luta;
  • Trilha sonora composta por Shoji Meguro.

Contras


  • Ainda não encontrei.


Persona Arena 4 Ultimax – PS3 – Nota: 10
Revisão: Leonardo Nazareth
Capa: Vitor Nascimento 
Gabriel Vlatkovic é economista formado pela Unicamp. Trabalha como Analista de Finanças e joga videogames há quase vinte anos. Adora ouvir música, assistir a filmes e seriados e discutir a Timeline de Zelda. Quando não está trabalhando, está no Facebook.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook