Jogamos

Análise: Hardware Rivals (PS4): combates automotivos pouco criativos

O sucesso inusitado de Rocket League no ano passado nos mostrou que ainda é possível conquistar os jogadores com um game de corrida com ... (por Luis Antonio Costa em 15/01/2016, via PlayStation Blast)


O sucesso inusitado de Rocket League no ano passado nos mostrou que ainda é possível conquistar os jogadores com um game de corrida com combates em uma arena multiplayer. O gênero não estava morto, e é pegando carona nesse sucesso que Hardware Rivals tenta repetir a dose. Ao colocar o jogador no controle de um carro envenenado ou um tanque de guerra, o game cria um campo de combate onde vale qualquer estratégia. Uma experiência que, infelizmente, não consegue se manter emocionante por mais de algumas horas.

Metal contra metal

Começando com um tutorial muito simples, Hardware Rivals mostra ao jogador como é fácil e divertido percorrer uma arena de combate detonando seus inimigos com diferentes tipos de armas. Pode-se perceber que os desenvolvedores usaram e abusaram das mecânicas embutidas na Unreal Engine para construir o movimento dos veículos, o que torna o passeio bélico mais fluído e natural. Mesmo assim, existem momentos em que se torna difícil manter o controle do veículo e atirar nos alvos ao mesmo tempo.
Carros, velocidade e explosões: receita para o sucesso, não é?

Para conseguir derrotar os inimigos, o jogador conta com uma metralhadora básica, mas que não proporciona um dano significativo. A emoção fica por conta de percorrer a enorme arena coletando power-ups que liberam armas especiais, além de itens que regeneram a vida e a armadura de seu veículo. O que pode irritar um pouco é a baixa resistência dos veículos à ataques. Bastam cerca de três tiros para seu carro ou tanque ir pelos ares. Por um lado isso é bom, pois torna as partidas mais rápidas.
São vários tipos de armas diferentes para se escolher. Pena que as únicas opções de veículos é um carro ou um tanque.

Outro elemento interessante do game são os poderes especiais que o jogador pode encontrar e disparar. Ao lançar um ataque de fogo, por exemplo, chamas gigantescas se espalham por toda a arena e, aqueles que não se protegerem dentro de prédios ou templos, serão desintegrados. É uma boa estratégia para se livrar de algum oponente muito poderoso ou para não ficar correndo pelo cenário tentando evitar os ataques dos inimigos caso você esteja com a vida muito baixa.
Se estiver em apuros, procure um refúgio ou colete um poder especial e despache todos os inimigos rapidamente.

Muito barulho por nada

Como havia dito no inicio dessa análise, Hardware Rivals é uma experiência multiplayer que consegue prender a atenção do jogador por algumas horas. Depois que você já experimentou todas as pouquíssimas variedades de veículos e arenas disponíveis, o game fica extremamente entediante e repetitivo. Existe um sistema de progressão de nível conforme você acumula pontos nas partidas, mas, além disso, não há um elemento que consiga manter o jogador envolvido no game por mais tempo que deveria.
Depois da quinta partida, tudo fica muito repetitivo.

Hardware Rivals se torna um game muito fechado devido a sua falta de conteúdo extra. Não se pode focar no desenvolvimento polido da mecânica de gameplay quando se esquece de um dos fatores mais atrativos em jogos multiplayers desse estilo: a customização dos jogadores. A falta de opções para se divertir ao montar seu veículo desistimula qualquer jogador a voltar à arena digital para combater. Além disso, fica difícil se envolver de verdade nas partidas com a total falta de uma trilha sonora. Seria demais pedir um rock legal tocando ao fundo enquanto você está destruindo seus inimigos?
A falta de mais arenas é ruim, mas a ausência de uma música ao fundo é pior ainda.

O título fica como uma boa pedida para aqueles jogadores que não estão preocupados em uma experiência rica e cheia de surpresas, mas estão apenas querendo se divertir online ou com os amigos na frente da TV. Não é um jogo para se ter grandes expectativas, mas um ótimo passatempo. Só tente não ficar frustrado quando você estiver com um míssel poderoso e, acidentalmente passar por cima de um power-up e acabar com uma arma mais fraca.
Muita munição desperdiçada...

Prós

  • Simples e divertido.

Contras

  • Falta de variedade;
  • Problemas de áudio;
  • Controles mal ajustados.



Hardware Rivals - PS4 - Nota: 6.0

Revisão: Jaime Ninice
Capa: Esdras Ferreira
Luis Antonio Costa escreve para o PlayStation Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook