Digimon Story: Cyber Sleuth Hacker's Memory (PS4/PS Vita) será lançado no ocidente em 2018

A confirmação da localização veio poucos dias após o anúncio do jogo no Japão.



A Bandai Namco confirmou hoje (21) que Digimon Story: Cyber Sleuth Hacker's Memory (PS4/PS Vita) será lançado na Europa e Austrália no início de 2018. O jogo, que chega às lojas japonesas em 2017, terá o áudio original japonês mantido em sua localização e receberá legendas em inglês e alemão. Ainda não foi confirmado o lançamento para a América do Norte, mas é algo que deve acontecer muito em breve.


Entre os novos detalhes revelados, temos os três Digimon iniciais (Tentomon, Betamon e Gotsumon) e o fato de que, assim como seu antecessor, os eventos se passarão em ambos os mundos (real e digital). Além disso, a ambientação terá uma pegada cyber punk dessa vez, trazendo uma atmosfera mais sombria para a história que serve de contraponto aos incidentes de Digimon Story: Cyber Sleuth (PS4/PS Vita). Ainda não está claro se essa nova narrativa será uma sequência direta de Cyber Sleuth ou se ocorrerá em paralelo aos acontecimentos do primeiro jogo.
O protagonista, Keisuke Amazawa e seus Digimon iniciais


Bandai Namco ainda revelou que vários locais de Cyber Sleuth serão reciclados para Hacker's Memory, mas com o adicional de 30 novos mapas, totalizando 90 no geral. A desenvolvedora também garantiu que a jogabilidade será ampliada e contará com novas habilidades, estratégias de combate e compatibilidade para evoluções, proporcionando assim uma experiência completamente nova. Sabe-se ainda que o nome do protagonista será editável, mas nada foi mencionado quanto a possibilidade de escolher entre o gênero masculino e feminino, opção disponível no título anterior da série.
Imagem de divulgação que revela os novos detalhes
Digimon Story: Cyber Sleuth Hacker's Memory (PS4/PS Vita) nos revelará o lado desconhecido e sombrio do primeiro jogo através do olhar de Keizuke Amazawa, um jovem acusado de um crime virtual que não cometeu. Diante disso, ele se vê obrigado a se aventurar no mundo digital a fim de investigar o caso e provar sua inocência, mesmo que isso signifique se aliar a um grupo de hackers. O jogo sairá em mídia física e digital para PS4 e apenas digital para PS Vita.

Marcell Solano é graduado em Letras pela Unisinos e entrou para o Blast como Redator com o intuito de unir duas coisas que ama fazer: escrever e jogar. Além de jogos, coleciona umas action figures e uns mangás com chamequinho transparente. Pode ser encontrado no Facebook e no Twitter.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook