Jogamos

Análise: Yakuza Kiwami (PS4) — Kazuma Kiryu retorna em roupagem moderna e refinada

Uma atualização de qualidade para o primeiro jogo de uma das franquias de maior sucesso no PlayStation.


Em 2005, a Sega trouxe para o PlayStation 2 um dos games de maior sucesso de sua época. Yakuza (Ryu ga Gotoku no Japão) trouxe uma história madura sobre a máfia japonesa e um sistema de combate beat’em up misturado com a exploração do distrito de Kamurocho e atividades diversas dentro daquele mundo. Agora em 2017, a primeira aventura de Kazuma Kiryu chega ao ocidente exclusivamente para PlayStation 4 como Yakuza Kiwami. O jogo foi totalmente refeito com a engine de Yakuza 0, com gráficos completamente refeitos, vozes japonesas regravadas, incrementos no sistema de combate e trinta minutos de cenas extras.


No limite da própria moral

O protagonista de Yakuza é Kazuma Kiryu, membro da família Kazama, esta que pertence ao Clã Tojo. Kazuma tem como função coletar débitos para a família Kazama, e sempre se mostrou, na medida do que é possível no mundo do crime, íntegro em suas ações e com convicções que o distinguiam dos demais membros da yakuza. Por conta de suas atitudes guiadas por uma moral diferente das dos demais, Kiryu se destaca com Kazama, o patriarca de sua família, sendo basicamente seu pupilo favorito. Perto de receber a honraria de ser o patriarca de sua própria família dentro do Clã Tojo, Kiryu acaba se envolvendo no assassinato do patriarca da família Dojima, também pertencente ao Tojo. Assumindo uma culpa que não era sua para preservar o amigo de infância Nishikiyama, Kiryu é preso e fica fora de cena por dez anos, sendo expulso da família Kazama e odiado por todas as outras do Tojo. O tempo passa e, ao sair da prisão, Kiryu percebe que o mundo mudou muito, e que uma guerra interna em seu antigo clã está prestes a acontecer graças ao roubo de dez milhões de ienes dos cofres do Tojo.

A trama de Yakuza é cheia de mistérios, e cada capítulo revela uma peça do quebra-cabeça do qual Kiryu agora faz parte. As convicções e ideais de Kiryu se mantém firmes, indo de encontro ao mundo que o esperava do lado de fora da prisão. Nem mesmo Nishikiyama, o amigo que protegera, já não era mais o mesmo e se mostrava mais perverso e decidido a chegar ao topo da yakuza a qualquer custo. Nosso protagonista precisa lidar com as mudanças do melhor amigo ao mesmo tempo em que busca por sua amada, Yumi, e protege uma criança que cruzou seu caminho, Haruka. Afinal de contas, qual a relação de todos com a guerra interna do Clã Tojo?



Ver os conflitos morais em tela é interessante, principalmente por ser um mundo de crime e violência. E assim, temos bons personagens dotados de diversas camadas e que sempre revelam novas facetas a cada capítulo. É difícil não se prender à trama, ficando sempre a curiosidade para saber onde as informações que acabamos de descobrir irão nos levar. Tendo isso em mente, pode-se dizer que o ritmo de desenvolvimento da história é muito bom, não sendo arrastado em praticamente nenhum momento (exceções se aplicam a momentos que Kiryu é usado como “office boy”, mas isso é de fato raríssimo).

O Dragão de Dojima

Kiryu não se destaca como protagonista apenas por sua moral e por ser um yakuza “do bem”, mas também por sua força e capacidade de luta. A fúria dos golpes de Kiryu é, muitas vezes, dita como inumana por seus inimigos, que honra a alcunha que recebeu: Dragão de Dojima. Yakuza oferece ao jogador quatro estilos de luta diferentes: Beast, que é o mais lento e forte; Rush, o mais rápido e focado em esquivas; Brawler, o mais balanceado em defesa e ataque; e Dragon, que é o estilo mais forte e potente de Kiryu. Cada estilo possui diversos golpes, executados apenas ao pressionar o botão quadrado, com um golpe de finalização, chamado Finishing Blow, executado com triângulo ao fim de um combo. É possível desbloquear novos golpes para todos os estilos através da compra de habilidades com pontos de experiência, ganhos por derrotar inimigos, completar missões e realizar tarefas e atividades diversas em Kamurocho. Isso vale também para habilidades passivas de fortalecimento de Kiryu.



O único estilo que não pode ser melhorado através do método convencional mencionado acima é o estilo Dragon. Dez anos preso fez com Kiryu “enferrujasse” e perdesse a perícia em seu estilo supremo de luta. Trazendo uma variedade maior ao jogo, para desbloquear as habilidades do estilo Dragon temos de derrotar Goro Majima, Capitão da família Majima no Clã Tojo e rival direto de Kiryu através da missão “Majima Everywhere”. Goro é extremamente caricato e voltado para a comédia, e está tão determinado a fazer com que Kiryu recupere seu verdadeiro potencial que o desafia a qualquer momento, em qualquer lugar (pense em situações como boate de strip-tease e motorista de táxi). Cada vez que derrotamos Majima, subimos um pouco em seu ranking, e a cada vitória desbloqueamos novos golpes e habilidades do estilo Dragon. É um dos sistemas mais legais do jogo e que oferece situações inusitadas entre Kiryu e Majima.

Para incrementar o combate em Yakuza Kiwami, temos as Heat Actions, golpes especiais com poderes absurdos. As Heat Actions gastam a Heat Gauge, que fica abaixo da barra de saúde do jogador. Ao desferir golpes, o jogador a preenche e, em quantia suficiente, basta pressionar o botão triângulo quando o mesmo aparecer na tela. As Heat Actions são utilizadas em situações específicas, como quando Kiryu está portando alguma arma ou segurando um inimigo. Ao subir de nível e comprar habilidades, novas Heat Actions são desbloqueadas e as oportunidades de ação do Dragão de Dojima são ampliadas. Lindamente brutal, uma Heat Action causa dano extremo aos inimigos. E falando em extremo, Kiwami significa Extremo. Durante as lutas contra os chefes do jogo, em certos momentos uma aura com cor correspondente a um dos estilos de luta de Kiryu irá emanar do inimigo, indicando a chance de executar um ataque Kiwami, desde que o jogador selecione o estilo correto e possua nível suficiente na Heat Gauge. O grande número de ataques e Heat Actions a serem desbloqueados, aliado a uma boa variedade de inimigos, torna o combate de Yakuza Kiwami divertido e prazeroso.

Kazuma Kiryu não conta apenas com upgrades para enfrentar seus inimigos. É possível também adquirir armas e equipamentos que modificam as estatísticas do jogador, trazendo mais defesa, poder de ataque ou até mesmo sorte para encontrar inimigos com maior quantidade de dinheiro. Cabe ao jogador decidir como prefere equipar Kiryu.

Muito para se fazer em Kamurocho

Percorrer Kamurocho significa bater de frente com gangues de bandidos, rufiões, bêbados e outros cidadãos diversos e mal intencionados que atacam Kiryu apenas por sua simples existência. É um bom método de se colocar as habilidades em prática e acumular experiência, assim como ganhar itens e atingir metas na Completion List. A Completion List é uma lista que engloba todo tipo de ação no jogo, como derrotar um determinado número de inimigos com o estilo Rush, comer em restaurantes e barraquinhas, percorrer certas distâncias, dentre outras tarefas. A cada tarefa completada ganhamos um ponto chamado de CP. Os CPs são usados para comprar habilidades e itens especiais com Bob Utsunomiya, um personagem que fica ao sul de Kamurocho.



Como nem só de porrada vive uma pessoa, mesmo sendo membro da Yakuza, Kamurocho oferece uma lista imensa de atividades e distrações para o jogador se entreter. Bares, barraquinhas de comida, cassinos, clubes de paquera, jogos de sinuca e dardos; cada atividade é única e muitas delas possuem variações de regras e dificuldade, oferecendo a oportunidade de esfriar a cabeça e gastar e ganhar dinheiro de formas diferentes.

Percorrendo a cidade também podemos encontrar as famosas sidequests, aqui chamadas de Substories. As Substories são pequenas histórias que envolvem cidadãos diversos ou mesmo personagens da trama principal em acontecimentos em Kamurocho, que oferecem a oportunidade conhecer mais daquele distrito e de seus habitantes, bem como conhecer um pouco do passado de alguns personagens, inclusive Kiryu. Com tons que alternam entre comédia e seriedade, temos uma boa dose de variedade que enriquecem o universo de Yakuza.

Um remake de qualidade

Tecnicamente falando, Yakuza Kiwami é um dos remakes mais bonitos feitos para PS4. Tendo sido refeito totalmente, foi possível utilizar texturas e filtros de iluminação mais bonitos, o que tornou a Kamurocho que existia no PS2 um lugar vivo e que remete muito bem à sua inspiração real, Kabukicho. As ruas são cheias de pessoas e lugares, conversas pipocam em balões ao redor de Kiryu, permitindo que ele interaja com diversas delas. Pode parecer uma forma de imersão simples e rasa, mas quando perceber, já terá conhecido aquele distrito totalmente e se lembrará das localidades e possivelmente até mesmo do nome das ruas. Se sentir parte de Kamurocho não é algo difícil em Yakuza Kiwami, despertando até mesmo a vontade de visitar o Japão e conhecer mais de sua cultura, de seu povo e seus costumes.

É preciso ressaltar que, apesar da qualidade geral do game, existem alguns pequenos problemas de pop-ins de texturas e de quedas de frames por segundo, este último produzindo, em alguns momentos, o infame screen tearing (quebra de imagem na tela). Tais problemas não tiram o brilho do jogo, mas fica registrado sua existência. Yakuza Kiwami não é um remake feito “nas coxas” ou apenas para ganhar dinheiro. É a atualização técnica de um clássico do PlayStation 2 e uma oportunidade dos fãs veteranos retornaram a Kamurocho, bem como permitir que novas audiências conheçam Kazuma Kiryu e os motivos que fazem Yakuza ser uma franquia de tamanho sucesso.

Prós:

  • História densa e cheia de bons mistérios;
  • Personagens interessantes e diversos, indo dos dramáticos aos cômicos;
  • Variedade de missões e atividades acrescentam e ampliam a imersão em Kamurocho;
  • Combates brutais, variados e divertidos, principalmente usando as Heat Actions;
  • Atualização técnica bonita de se ver.

Contras:

  • Pequenas quedas de frames por segundo trazem screen tearing (quebra de imagem) para a tela;
  • Pop-ins de texturas;
  • Não possui legendas em português.
Yakuza Kiwami — PS4 — Nota: 9.0
Revisão: Ana Krishna Peixoto 


Francisco Camilo é formado em Serviço Social pela PUC-MG e até hoje não entende a verdadeira razão de ter feito tal curso. Apaixonado pelo mundo dos jogos eletrônicos, tem em sua mente um futuro ideal cuja existência é incerta e o leva a questionar se o que imagina é parte de um sonho ou ilusão. Pode ser encontrado aqui principalmente em análises e buscando troféus na PlayStation Network.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook