Seleção 2019: novas vagas na equipe do GameBlast! Redação, revisão, design, e social media. Saiba mais e participe!
Jogamos

Análise: SNK 40th Anniversary Collection traz o clima dos fliperamas para sua casa

Aproveite grandes clássicos da era das fichas, com direito a tudo que uma boa coletânea tem a oferecer.

Parece que a moda do momento das desenvolvedoras é fazer compilados de seus grandes clássicos dos primórdios dos arcades. A japonesa SNK juntou 25 títulos em uma espécie de museu jogável e o resultado é bastante satisfatório e saudoso.

SNK 40th Anniversary Collection foi lançado primeiramente para Nintendo Switch no ano passado. Nessa versão estavam disponíveis 14 jogos e mais 11 foram incluídos via DLC gratuitos. Para quem for adquirir a de PlayStation 4, já contará com a lista completa, com os adicionais inclusos.

Biblioteca variada

Apesar da coletânea celebrar as quatro décadas de vida da produtora japonesa, os jogos se restringem ao espaço entre 1979 e 1990, a chamada “Era de Ouro” da SNK. Essa foi a época em que grandes clássicos foram lançados nas máquinas de fliperama e depois portados para os sistemas caseiros.

Além dos jogos, existe uma vasta galeria dividida em três partes. A primeira traz um explicativo de todos os títulos desses anos, incluindo também aqueles que não foram selecionados para integrar a coletânea.
A segunda reúne uma série de pôsteres promocionais, rascunhos, propagandas e até manuais em japonês. A última é uma mini jukebox, para escutar quando quiser os temas de alguns estágios.

Dos gabinetes para o seu sofá

Ao escolher qualquer um dos jogos, é possível fazer diversas escolhas. Muitos deles podem ser jogados tanto em sua versão norte americana quanto a japonesa. Nem todos possuem mudanças significativas, mas ainda assim é válido experimentar.

Ainda pode-se escolher o nível de dificuldade, quantidade de vidas, pontuação que concede uma vida extra e número de continues. Para aumentar a nostalgia, também é possível aplicar filtros que simulam a tela de televisões antigas ou das máquinas.

Para alguns títulos também é possível escolher se irá jogar a versão arcade ou a lançada para os consoles (para o NES, especificamente). Nessa opção sim, é nítida a diferença entre a versão caseira e os gabinetes. A redução de qualidade e simplificação de comandos são gritantes. Tudo por causa das restrições dos cartuchos daquela época.

Porém, algo que faz muita falta é um multiplayer em rede. A maioria dos jogos oferece capacidade para duas pessoas, alguns até para quatro, mas apenas de maneira local. Por mais que isso aumente a nostalgia, um modo online desses clássicos seria muitíssimo bem vindo, já que essas aventuras cansam ao longo do tempo de uma jogatina solo.

Atirando para todos os lados

Apesar da variedade de títulos, a maioria deles vêm de um mesmo gênero. Temos alguns shoot’em ups, como os excelentes Prehistoric Isle in 1930 e Bermuda Triangle.

Outro destaque são os diversos run and gun, que viveram seus dias de glória nos anos 80. Estão presentes unanimidades como a trilogia Ikari Warriors, Guerrilla War e Search and Rescue. Quem também rouba a cena são Athena e Psycho Soldier, clássicos dos jogos de plataforma, e Crystalis, o primeiro RPG de ação da SNK.

Em meio a tantas balas e bombas, ainda sobrou espaço para alguns games mais pitorescos, como Paddle Mania, que mistura a mecânica de Pong com tênis, o estranho Munch Mobile e o jogo de luta Street Smart.

Infelizmente, clássicos esportivos acabaram ficando de fora, como Jumping Cross, Touchdown Fever, Fighting Soccer e Gold Medalist. Apesar de serem nomes tão desconhecidos quanto os outros dois já citados, eles se encaixariam perfeitamente na proposta da coletânea.

Vale cada ficha gasta

SNK 40th Anniversary pode não ter variado os gêneros dos jogos escolhidos, mas isso nem de longe é um pecado. É gostosa a sensação de ter as máquinas mais disputadas dos fliperamas ao toque de um botão e sem ter que pegar fila.

Infelizmente, contar só com multiplayer local é um ponto contra, ainda mais com uma variedade de estilos que é infinitamente mais divertida com dois jogadores. Sendo assim, chame os amigos, prepare uns lanches e coloque o refrigerante na geladeira, pois com certeza essa coletânea fará a jogatina varar a madrugada.



Prós

  • Grande lista de clássicos, em suas mais variadas versões;
  • Galeria extensa e bastante informativa, com diversas curiosidades;
  • Não precisa gastar fichas.

Contras

  • Falta de multiplayer online;
  • Poderia incluir alguns jogos de outros gêneros, como os esportivos.
SNK 40th Anniversary Collection — PS4/Switch — Nota: 8.5
Versão usada para análise: PS4
Análise feita com cópia cedida pela NIS America

Carlos França Jr. escreve para o PlayStation Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook