Seleção 2019: novas vagas na equipe do GameBlast! Redação, revisão, design, e social media. Saiba mais e participe!
Jogamos

Análise: Melbits World (PS4) é uma pequena diversão para toda a família

Esse sem dúvida é um jogo para se divertir com todos, mesmo que seja possível encarar alguns problemas técnicos.



Melbits World é um exclusivo do PS4 desenvolvido pelo estúdio Melbot. Um indie alegre, colorido e risonho, que vai fazer você se divertir por algumas horas com uma ou quatro pessoas ao seu lado. Mas não se preocupe, não será necessário você ter quatro controles disponíveis para vencer os desafios do jogo, já que ele faz parte dos que usam a tecnologia PlayLink, que o deixa acessível até para pessoas menos acostumadas com games. Infelizmente nem tudo são flores aqui, mas vamos por partes.

Fases coloridas e desafios cooperativos

Aqui você não vai encontrar uma história complexa, ou mesmo personagens intrigantes, somente um objetivo: ajudar os carismáticos Melbits a fluir entre as muitas fases coloridas disponíveis, como em campos verdes, praias, ou mesmo uma cidade. Isso pode ser uma tarefa bem complicada se não houver sincronia ou comunicação entre as pessoas que estão jogando.

Melbits World dispensa o controle convencional do PS4, e usa como comando seu celular ou tablet, tudo isso graças à tecnologia PlayLink. Nos aparelhos móveis, após instalar o aplicativo do jogo, ele irá conectar no videogame, e você e pelo menos mais uma pessoa podem informar seu nome e até adicionar uma foto de perfil. Só depois disso que vocês podem começar a jogatina, escolhendo seu Melbit e até o personalizando com alguns acessórios, como chapéus e óculos.



Com todos prontos é hora de começar, e diferentemente do que se espera, não é possível controlar o Melbit escolhido. Nas fases haverão obstáculos coloridos, como azul e rosa, referentes a cada jogador, em que é preciso manipulá-los para que pelo menos dois personagens cheguem ao final da fase. Tudo isso sendo feito pelo dispositivo móvel, como apertar de um botão, ou usando uma alavanca para acionar um trampolim, comandos simples para qualquer pessoa poder aproveitar a jogatina.

Em fases mais avançadas, você também precisará encarar os vírus, criaturas malignas que destroem os Melbtis quando os tocam. Então, além de cuidar para seus personagens não caírem em algum lugar sem volta, também temos que cuidar para ficar longe desses bichos malignos. Mas não só isso, eles também podem invadir nosso celular e, caso não façamos os movimentos certos para tirar eles dali, será um Game Over. Algumas fases nos dão uma arma para lutar contra eles, como um martelo, então é só bater no vírus uma vez para ele ser destruído.

Mesmo tudo funcionando muito bem, encarei alguns problemas de conexão e alguns atrasos nos comandos. Mesmo isso atrapalhando muito, não me aconteceu muitas vezes. E ele também traz uma solução interessante para aqueles que não possuem internet no momento para conectar os aparelhos. O jogo cria uma rede wi-fi, mesmo sem internet, ela pode ser usada para se conectar no game e apreciá-lo sem muitas dificuldades.

Para dificultar um pouco as coisas, o game também possui algumas moedas chamadas sementes. Em cada fase existem três delas e as usamos para desbloquear novos ambientes para se jogar. Pegá-las não é muito simples, já que você precisará mudar as rotas dos Melbtis, às vezes fazendo-os cair no começo da fase e, dependendo do tempo restante, pode ser um tanto arriscado.

Para vencer tudo isso é preciso de uma boa comunicação, ou mesmo de um plano coordenado, para fazê-los irem do ponto A até o B. E isso traz até um elemento de estratégia e sincronia muito bem vindo para um game tão simples. Mas pode chegar um ponto que nem mesmo com a conversa se torna possível vencer os desafios, e as muitas tentativas podem se converter em frustração e realizar outra coisa vai parecer mais interessante.


Rir é o melhor remédio

A comédia é um dos pontos mais fortes no mundo do Melbits. É fácil rir personalizando-os, como também é divertido os ver dançando quando ganham uma fase, ou mesmo como se movem entre as plataformas, ou trampolins. Até perdendo as coisas são meio cômicas, pois o último Melbit começa a chorar e às vezes ele fica parado em um lugar bem inusitado, como perto do final da fase. Infelizmente, alguns momentos podem ser repetitivos.

O que ajuda nesse tom mais leve e engraçado são as músicas, que compõem muito bem as fases e ritmo das coisas. Algumas podem ficar na sua cabeça por um tempo, inclusive.

Vale à pena?

Essa é uma ótima desculpa para juntar os amigos e a família em frente a TV. Seu tom engraçado, a personalização, o PlayLink e seus desafios fazem dele uma ótima forma de matar o tempo por algumas horas. Infelizmente ainda existem alguns problemas, como bugs ou mesmo o atraso em seus movimentos, mas isso não acontece tanto a ponto de estragar a jogatina. Então sim, Melbits World vale muito a pena, mesmo que não por muito tempo.

E para quem possui PS Plus pode retirar ele na faixa esse mês, então mais um motivo para experimentá-lo.

Prós

  • Os Melbits são fofos e engraçados, mesmo sem um história por trás;
  • Os desafios das fases exigem uma comunicação muito interessante com os outros jogadores;
  • A tecnologia PlayLink permite que qualquer jogador consiga jogar sem problemas;
  • Os gráficos são coloridos e, junto com as músicas, passam muito bem o tom divertido do título.

Contras

  • Em poucos momentos há um atraso nos comandos;
  • A conexão pode ficar caindo algumas vezes;
  • Enjoativo em longas sessões. 
Melbits World — PS4 — Nota: 8.0
Análise produzida com cópia digital cedida pela Melbot
Revisão: Francisco Camilo

Matheus Bigai Ferreira escreve para o PlayStation Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook