Death end re;Quest (PS4): Confira o segundo trailer de gameplay

Novo vídeo foca em aspectos mais avançados do jogo.

A Idea Factory International divulgou um novo vídeo de Death end re;Quest. Nele é possível ver um pouco mais do gameplay do RPG, cujo lançamento está previsto para o dia 19 de fevereiro no PlayStation 4. O trailer é a continuação do que foi utilizado quando a empresa revelou a data de lançamento, apresentando conceitos mais avançados do gameplay.


O primeiro elemento mostrado no vídeo são as bug skills, habilidades únicas de cada personagem que podem ser utilizadas para explorar as áreas de difícil acesso do jogo e encontrar itens escondidos. Já em batalha, são apresentados três outros sistemas que só podem ser utilizados quando há menos de 50% de bugs no campo: Code Jack, Summon e Install Genre. Code Jack permite ao jogador utilizar buffs em todos os aliados ou debuffs em todos os inimigos. 

O sistema de Summon se refere à invocação de Entoma Queens, criaturas gigantescas e poderosas que permanecem no campo e tem seus próprios turnos de ataque. Para obter essas invocações é necessário derrotá-las em batalha primeiro. Além disso, essas invocações demandam que o jogador fique de olho na porcentagem de bugs no campo. A permanência dessas criaturas em batalha implica no aumento da taxa e ao atingir um certo valor a invocação é cancelada.


Também temos o Install Genre, que permite alterar as batalhas em turno para outro gênero de jogo. É possível transformá-la temporariamente em um jogo de luta, tiro, bilhar, caça-níqueis, puzzle, etc. A duração dessa habilidade é de apenas um turno. E, por fim, o vídeo também apresenta o Glitch Mode, uma poderosa transformação que permite a utilização de ataques poderosos, mas causa paralisia total do personagem que o utiliza caso ultrapasse um certo valor de "corrupção".

Fonte: Idea Factory International (via Press Release)
Ivanir Ignacchitti é formado em Comunicação Social pela UFMG e costumava trabalhar numa equipe de desenvolvimento de jogos. Obcecado por jogos japoneses, é raro que ele não esteja com um videogame portátil, sua principal paixão desde a infância.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook